Seguidores

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Santo Antonio foi generoso...

O vicio do spinning é tramado, isto de estar na cama e o sistema nervoso dizer "olha que ontem viste o winguru e o mar vai estar do melhor". Bem quando isso acontece e não são assim tão poucas vezes, a minha reação é ver se a criançada esta a dormir bem, avisei a esposa e segui marcha.
Chego ao pesqueiro e pouco mexia, mas com a lua a deixar visualizar todo o pesqueiro foi fácil detectar o spot mais quente, rapidamente dirigi-me até ele, subi a pedra mais alta ficando rodeado com o  mar.
Dez lançamentos e nada, inicia-se então o momento forte das capturas, 11º lançamento e o primeiro cravado, rodeado de água e pedra procuro o melhor local para colocar o peixe a seco, quase a chegar perto de mim deve-me ter visto e nova arrancada, mas teve pouca sorte pois cerca dois minutos depois estava a seco...
Nesta jornada o primeiro foi o maior do dia, contrariando as minhas anteriores postagens....eheheh.... sucederam-se mais uns lançamentos e eis que havia mais peixe... Peixe mais lutador que o primeiro mas veio a revelar-se mais pequeno, por ultimo ainda ferrei mais um peixe de calibre pequeno.
Com o sol a aparecer e águas lusas dei por terminada a pesca e fui ver do pequeno almoço. 



Foto dos dois maiores



Cana :  Shimano Speedmaster 3m 20/50g
Carreto : Shimano Symetre 4000 FL
Amostra : Rapala Max Rap 17

Abraço

domingo, 8 de junho de 2014

Mais olhos que barriga

Era uma vez...
Bem hoje foi dia de ir visitar um dos quintais de Inverno, o mar previsto era de enchios e o vento de Sul, basicamente tudo ao contrario para os pesqueiros que frequento, após um estudo intensivo no dia anterior sobre o melhor spot eis que descodifiquei o que poderia trazer algum sucesso.





As 3:50h toca o despertador e as 4:19h já estava a fazer-me a estrada, parei para um café e segui viagem, sempre a fazer contas e planos caso o meu estudo do dia anterior falha-se.
Ao chegar ao pesqueiro fui ver como estava e não é que estava bom.
Equipo-me e lá vou eu. Ainda no lusque fusque tenho sinal de peixe, peixe fraco e pequeno, devolvido, tal como tem vindo a ser comum, mas não há que desanimar pois as minhas pescas tem começado fracas e até acabam bem... mais uma hora a puxar pelo cabedal e mais 2 peixes pequenos capturados e devolvidos.
Eis que o sol bate na agua e penso para mim " agora é que a grade esta consumada " começo então a desanimar, mas lá fui lançando e desfrutando do mar.




Um pequeno vídeo onde se pode ver o fim das lages, formando grande agitação, sendo lugar de eleição para um robalo caçar.


video



Lançando aqui, lançamento ali e saltando de pedra em pedra já a caminho do carro, mais uma paragem mais um lançamento... e pumba... ela a bater...é pá este já tem medida, com calma lá coloquei este pançudo a seco.





Ainda efetuei mais alguns lançamentos, após este amigo ter animado a coisa. 
Já em casa e amanhando o bicho, eis que deparo que na barriga tinha dois carapaus no bucho, dai ser tão pançudo, mas mesmo assim atacou a amostra... teve mais olhos que barriga...eheheheh...





Cana : Casini Infinity
Carreto : Penn Conquer 4000
Amostra : YKR Makina


Abraço


quinta-feira, 5 de junho de 2014

Mar daqueles...

Boas, bem este post é referente a uma jornada de spinning combinada ontem a noite com um amigo, a hora combinada foi as 4 h, mas em noites que tenho de dormir antes de ir para a pesca a adrenalina apodera-se de mim, e acabo sempre por descansar pouco. Mas esta noite a miúda mais pequena deve ter apanhado alguma colher de café do jantar e aquilo bateu bem… era 1h da manha e a piquena com as pilhas todas… conclusão, pouco ou nada dormi, mas a hora combinada quem tinha pilhas era eu…eheheh.
Café no sitio do costume e lá vamos nós, conversa normal, era decidir  qual o melhor pesqueiro, sim porque hoje finalmente era bom em todos os nossos quintais.
Quintal definido e lá estamos nós, cada um ao seu lugar. Ainda no lusque fusque sinto um ataque estranho, puxo e puxo,  teve momentos sem fazer tensão na linha  e outros momentos que a tensão era tal que colocar o drag a trabalhar… peso e luta estranha, até que consigo encalhar este peixe agulha, nunca tinha apanhado nenhum tão grande, e ao spinning foi o primeiro que consegui colocar a seco.




De pedra em pedra até que ferro mais um aprendiz de robalo, foto, e volta também para a sua casa.




O mar já enchia e bem, encontro o meu companheiro que diz já ter um cachaço e libertado outro peixe mais pequeno, e eu a ver o tempo passar sem sinal de um peixe de jeito, até que numa mega branca consigo enganar um peixe… lutou e lutou… deu-me algum trabalho pois tentou contornar uma pedra grande que estava mesmo a minha frente, contornar até contornou, mas rapidamente a descontornou, saindo mar a dentro, ai foi a minha vez de trabalhar e passado algum tempo e manobras lá estava ele encalhado….
Juntamo-nos no local onde o peixe maior deu sinal, mas apesar de inúmeros lançamentos só o meu colega efetuou a captura de mais um pequeno robalo.
Assim demos por concluída mais uma jornada de spinning onde o peixe voltou a dar sinal, apesar de ser peixe de um lote pequeno ainda consegui mais uma boa captura.



Cana : Casini
Carreto : Penn Conquer 4000
Amostras : Saltiga & Black Minnow

Abraço