Seguidores

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Era o que havia...

Nem sempre apanhamos peixes de relevo, mas quando a sua actividade é pouca e conseguimos dar com uns peixes a história tem outro sabor.
A actividade como referi era muito fraca para os pescadores de spinning da minha zona, mas como tenho o vicio entranhado fiz-me a vida. O plano era fazer o nascer do dia e aproveitar os minutos mágicos. 
Seis horas da matina e já estava  a assapar um abatanado e uma torrada...eheehehheh... primeira captura já estava....
Rumei ao pesqueiro e como é fruta da época o mar estava com força. Ao fim de 3 lançamentos eis o primeiro ataque, sorte com as fortes escoas e ele a seco, peixe não muito grande mas que já tem lugar na grelha... toca a lançar e novo ataque desta vez falhado ( apenas levou alguns metros de fio e largou), com sentido no local de ferragem nada como experimentar se o ataque voltaria a surgir, e não é que foi lá algo novamente... seria o mesmo??? talvez sim...talvez não...
Mais um a seco e nem mais um toque na hora seguinte, como o mar já deixava pouca margem de manobra dei por encerrada a jornada e fui novamente beber um cafezito e um pastel de nata...
Mesmo que não apareçam os peixe eu não me perco...ahahahahah...




Abraço.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Adeus 2016...

Boas amigos pescadores, mais um ano terminou, 2016 foi excelente quanto a quantidade como na qualidade dos exemplares que consegui capturar.
Como é costume lá fui nos últimos dias fazer uns disparos. O mar tinha força limitando a escolha dos spots, mas antes nada melhor que ir aconchegar o estômago que esse é o quem menos culpa do negocio ser ruim...ahahah... 6.30h já estava novamente a caminho. Spot escolhido e toca a dar-lhe....humm.... com o passar do tempo o pesqueiro foi-se desmascarando e ficou longe do que eu pretendia... hora de traçar um novo plano e lá fui... segunda escolha estava boa mas ainda de difícil acesso, mas com algum jeito lá cheguei.
Não foi precisos muitos disparos para um peixe jeitoso ser fisgado, entre altos e baixos dos fundões que me rodeavam lá o coloquei a seco.... volta a carga e pumba...ai esta outro, peixe ainda de melhor porte, ferrado no limite da queda do artificial, ainda por cima levou mais uns 30 metros de fio,.. lá veio vindo até que a uns 3 metros de mim já bastante cansado lutou pela sua vida e gastando e bem as suas ultimas forças foi recompensado... desferrando-se... fiquei a vê-lo passar por um caneiro que dava saída para mar aberto... volto para cima da pedra e parecia que o nosso amigo fugitivo tinha dado o sinal de alerta, "mas no meio de tanta gente a sempre alguém que não ouve bem"...eheheh... e lá estava mais um a sacudir a cabeça, peixe trabalhado até ficar deitado aos meus pés.
Assim terminei 2016 com dois belos peixes.



2.3kg & 2.5kg

Grande abraço e um bom ano.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Mais uns dias memoráveis.

Boas companheiros aficionados da pesca, o sonho de qualquer pescador é sempre cruzar-se com um bons troféus, mas cada vez se torna mais difícil, contudo uma boa teca de peixe também não faz nada mal.
Conta a historia que certo dia fui em busca dos barrotes, após algum batimento sinto que estavam por lá. Não alongando muito o relato porque quando eles estão a montes não há muito para contar e sim muito para dar a manivela. 
Só tenho pena de não ter tirado foto aos 4 robalos do 1º dia e aos 7 do 2º dia (tudo na casa dos 1.5kg a 2kg), mesmo assim consegui uma sessão fotográfica nos restantes dias.
Agora com tudo mais calmo chegou o merecido descanso.




A maioria dos peixes rondar os 1,5 kg e os 2,5kg.


                                                    Neste dia o lote era de 1.3kg a 2kg

Grande abraço.

domingo, 23 de outubro de 2016

bela zuada...

Boas amigos aficionados da pesca, hoje trago o relato de mais uma saída produtiva.
Estava prevista uma queda do mar, mas a vontade era pouca, porque se a há coisa que gosto pouco é de vento e esse sim era muito. 
O despertador mental deu  sinal e lá me levantei, o vento na janela zuava... ui... se calhar volto para o vale dos lençóis, e voltei mesmo. Bem mas o cérebro e a adrenalina é algo muita bruto... eheheh... conclusão lá fui eu.
Pequeno almoço da praxe com malta amiga ( muita risada ) e o tempo a passar... "bem pessoal vou ali ver se engano algum, isto é se descobrir um sitio para pescar". 
Fui verificando todos os cantinhos que conhecia, até que dei com um com algumas condições, desço a arriba com a ganancia toda como se algo estivesse a minha espera. Três lançamentos e efectuo a ferragem, apesar de já ter capturado peixes maiores este foi o que ate hoje me deu mais pica tirar, bateu-se até ao ultimo segundo, uns 5 minutos de luta que nunca mais acabavam...



                 4.900kg   já sem escamas... eheheheh...




Abraço.

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Desta vez é uma Stella...

Como é conhecido de muitos, gosto de fazer a diferença, capturando Robalos mesmo com condições adversas, a verdade é que eles estão sempre lá e nós é que temos de nós adaptar.
Esta semana recebemos o novo membro da família, uma cadelinha com pouco mais de mês e meio . Cada um de nós deu dois nomes possíveis e sabe-se lá porque eu dei o nome: Saltiga e Stella... e não é que ficou Stella... assim sendo passei a ter cá em casa 4 mulheres e 3 Stellas... eheheheh...
Moral da historia, o mar estava improprio para a pratica de spinning mas isso não significa que nas poucas paragem que o mar possa ter , não possa estar peixe a caçar.
E assim foi, já com o dia bem nascido fui fazer uma visita a vários pesqueiros, até que dos vários maus pesqueiros que vi, havia um menos mau...lol... por lá fiquei sempre  com radar ligado visto o periodo da vaga não estar para brincadeiras. Após alguns lançamentos surge o primeiro peixe ferrado, quase a chegar a terra elevou-se na crista da onda tendo um forte embate na areia desferrando-se de imediato. A actividade estava lá, não tardou um novo ataque este não teve tanta sorte e acabou no saco.
Já com um exemplar decidi ir em busca do pequeno almoço e fui fazendo uns lançamentos e nova ferragem, peixe um pouco mais energético, mas o mar desta vez fez o favor de o colocar bem a seco.
Conclusão a Stella teve o seu primeiro contacto com Robalos e alguma curiosidade mas só porque já estavam queitinhos senão....eheheheheh...



Grande abraço.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Férias em casa...

Boas amigos da faina,
após uma estadia como já é costume a norte de Portugal, eis que chega o dia de voltar a casa. Como estava ocorrente que a actividade dos meus quintais era fraca, resolvi a titulo de brincadeira utilizar as redes sociais referindo do dia que regressava ao activo,,, eheheheh,,,,
A ressacar por agua salgada, nem esperei muito. Era noite de festa rija na Ericeira, as horas passavam e chegou a hora de avançar. Finalmente estava a pesca e carregado de energia, e bem que precisei dela.
Mais um bonito momento que tive junto ao mar, mais um neurónio que ficara ocupado para todo o sempre com tal passagem.



                                          
6 kg 

Abraço

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Selfie

Boas companheiros de pesca, este ano tem sido forte de robalos, raras são as saídas em que não se dá com um pexeco. 
A semana que passou foi de feição por todo o Portugal, bonitas e  diversas as capturas que foram conseguidas.
Um peixe pequeno mesmo que seja devolvido já é uma boa sensação, e foi com essa mentalidade que iniciei mais uma saída. O peixe já se tinha denunciado, mas quando se torna publico, iniciam-se as romarias. Contudo não posso dizer de todo que não seja tentador ir directo a zona onde a probabilidade é grande de os apanhar, mas mesmo assim decidi rumar a outros spots.
Chegado ao local lá estava eu a deslumbrar bonitas brancas provenientes de ondas muito suaves, poucos lançamentos foram suficientes para sentir um valente puxam, peixe trabalhado com calma entre caneiros até parar a seco.
Nem queria acreditar que no espaço de mês e meio consegui-se enganar 3 peixes de tão bom porte.



Selfie


Cana: Shimano speedmaster 330
Carreto: Stella 5000 FA
Amostra: Duo

Grande abraço.