Seguidores

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Replica do fim de Novembro

No seguimento das boas fainas de Novembro, iniciaram as boas fainas de Dezembro... ahahahahha
Não há muito a contar, apenas mais do mesmo...



peixinho de 3kg


                                                                     2.2kg e 4,2kg
                                                                    o peixe mais pequeno tinha uma grande cicatriz 

Abraço

terça-feira, 28 de novembro de 2017

O lema é estudar e procurar...

Boas malta amiga, Novembro esta a chegar ao fim e como todos os anos este é o mês de mudança para quem procura robalos. Os robalos pequenos começam a fraquejar e os de bom porte a ser mais frequentes.
Este querido mês de Novembro deu-me algumas alegrias, não vou falar dos dias que os peixes tinham apenas entre ,1.2kilos e 2 kilos, apenas vou contar dos dois melhores.
Estava em casa a sondar o winguru e as previsões eram extremamente brutas, a entrada dos mares de inverno apesar de muitas vezes termos períodos grandes iguais aos de verão em nada se comparam aos desta época. O windguru anunciava período de 14 e mar de 1.6m o que eliminou logo 3 pesqueiros fortes, sobravam 2, solução ir aos dois…lol…
Com este mar gosto de ver o que faço para saber com o que posso contar e a melhor maneira é avançar com o dia já sorrir.

Primeiro dia chego ao spot e o mar varia tudo… mesmo bruto… mesmo como gosto… lançamentos longos e velocidade máxima, meia hora e nada… começo logo a pensar no spot 2… enquanto penso e não penso em mudar, eis que vindo do fundo do oceano algo puxou a minha amostra mas sem sucesso, para tudo…. Volto a corricar e levo uma valente porrada… JÀ ESTA… peixe com tremenda energia que mesmo aos pés se negava a sair, era tudo a favor dele, fundão a saída e muitas pequenas poitas até chegar a mim, sorte a minha o mar ter colaborado o peixe  nas minhas costa. Apesar ter insistido mais uma hora parece que era filho único e o spot 2 nem sinal deles.


                                                                     3 kilos

Segundo dia como é de esperar alguém vê e chego ao local do crime e o pesqueiro estava ocupado… penso para mim, os bons resultados são para quem luta por eles, procurando, inovando e estudando. Ai vai ele a caminho do 2 pesqueiro, chego lá e como diz o meu amigo João Francisco de Almeida “ estava uma delicia”… ahahahah…

Bastaram 3 disparos e o Stella a cantar… muita vontade de se safar daquele plástico… sem qualquer stress deixei-o fazer todas as suas tentativas de fuga, até que ficou sem forças deixando-se embalar na vaga… A pesca já estava feita mas os cachaços também queriam entrar no jogo e pouco a pouco fui tirando alguns e devolvendo outros a uma poça que o mar depois de me ir embora acabou por os vir buscar.


                                                                  4,2 kg o maior

Abraço e boa continuação.

                                                 

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Siga...

E reza a historia...
o mar estava bruto, poucas condições para a pratica de spinning costeiro contudo fui na mesma.
O spot tinha as condições mínimas, mas era dia de esticar ao máximo a cana Barros Red Attack que recentemente adquiri (era a sua segunda saída mas já tinha apanhado uns peixes engraçados).
As horas passaram e nem sinal deles.... até que surge um violento ataque... estava na hora de dar o litro...
Peixe forte e com muita genica, mas com muita calma lá o coloquei a seco.
Mais um peixe digno de registo, mais um belo robalo que consegui enganar...



4.580 kg

Abraço

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Sunset

Boas amigos,
isto de viver perto do mar faz algumas alterações ao nível da ansiedade relativamente a pesca.
De a um ano para cá tenho notado que muitas vezes abdico de ir ao mar, coisa que antes era impensável e vivia  a 45klm da Ericeira, talvez agora também esteja a ser influenciado pelo factor da idade... ahahah..
Bem mas nem sempre consigo resistir, os peixes que tenho capturado este ano até tem tido uma boa bitola mas a altura do ano é da cachaçada e fui ver deles.

Estava um dia espectacular e o mar tinha dado um toque mas nada de mais, escolhi um spot com plateia visto meio mundo estar a ver o magnifico Sunset.

Mesmo no cair do pano eis a primeira investida, a plateia ficou ao rubro...
Peixe forte, com muita garra, estava perante mais um bom robalo, após uns minutos de luta estava cobrado mais um belo robalo...


4.100kg

Peixe na poça e vamos lá ver como estão as coisas.... pumba... basicamente foram uns 15 minutos a ferrar peixe, uns maiores outros mais pequenos... tudo para dentro da poça...

Quando a atividade parou foi hora de escolher os que me iriam acompanhar e o que se seriam devolvidos.



Após a selecção fique com 3 peixes com um peso total de 6.600kg.
Foi um fim de tarde estupendo, com a cereja no topo do bolo.


Grande abraço.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Momentos...

Já a algum tempo que tenho estado afastado da escrita no blog, contudo os momentos que me marcam como praticante de spinning não podem ser esquecidos.
Certa manhã fui fazer o gosto ao dedo ou pelo menos tentar, o mar estava como gosto e a maré também colaborava. Chego ao pesqueiro e inicio os primeiros disparos, normalmente é este o momento alto das pesca, mas o tempo foi passando e eu começava a fazer contas a vida " devia mudar de spot, mas por outro lado estava tão bom que a qualquer momento poderia ser surpreendido" e por ali fiquei.
Entre tantos lançamentos eis que algo puxou na outra ponta, finalmente ele tinha aparecido, e não era um robalo qualquer, era mesmo um peixe de força bruta. Como em todas as lutas a rendição é algo que leva tempo. Neste caso até correu tudo a meu favor, lançamento efetuado
a sul, o mar também corria para Sul e o peixe navegou para norte, no seu momento da sua rendição o mar fez o resto e colocou-o mesmo aos meus pés, vindo a revelar-se um grande troféu.

              6.500kg          


Abraço                                                

terça-feira, 14 de março de 2017

A magia acontece...

Boas companheiros das lides do levantar cedo e das noites ao vento e chuva, dias a penar com o sonho de um peixe para casa levar...ahahahah
A verdade é mesmo esta o spinning é sorte mas essa sorte tem de ser procurada...
Eram 6 da matina e lá estava eu a tentar atravessar um gota do imenso oceano para alcançar um spot que tinha em mente... Tudo corria bem menos a presença do peixe... nasce o dia e aproxima-se o meu amigo Lucas para uma saudação... rapidamente o enxotei...lol... lançamentos e mais lançamentos e ambos sentimos um peixe atrevido a dar uns toques nos artificiais, mas sem sucesso, mudo mais uma vez de amostra para vinil e a magia acontece... drag a gritar ao máximo... problema cantou tanto que o fio ia acabando... foram uns longos mas bonitos minutos de direita / esquerda, leva e recupera... 
Calmamente o meu companheiro ia observando o desenvolvimento da coisa até que veio ajudar a cobrar o bonito peixe que vinha cravado no lombo.... ahahahahhahahh.... muita sabedoria....lol...sorte.... sei lá, foi um pouco de tudo.


5.600kg



Como o dia até estava a correr bem e como tinha tomado a decisão de adquirir um carreto novo, lá fui perder a cabeça.


E mais uma vez, perdi mesmo...
Só espero que a minha esposa não leia tudo até ao fim...ahahahah....



Grande abraço

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Era o que havia...

Nem sempre apanhamos peixes de relevo, mas quando a sua actividade é pouca e conseguimos dar com uns peixes a história tem outro sabor.
A actividade como referi era muito fraca para os pescadores de spinning da minha zona, mas como tenho o vicio entranhado fiz-me a vida. O plano era fazer o nascer do dia e aproveitar os minutos mágicos. 
Seis horas da matina e já estava  a assapar um abatanado e uma torrada...eheehehheh... primeira captura já estava....
Rumei ao pesqueiro e como é fruta da época o mar estava com força. Ao fim de 3 lançamentos eis o primeiro ataque, sorte com as fortes escoas e ele a seco, peixe não muito grande mas que já tem lugar na grelha... toca a lançar e novo ataque desta vez falhado ( apenas levou alguns metros de fio e largou), com sentido no local de ferragem nada como experimentar se o ataque voltaria a surgir, e não é que foi lá algo novamente... seria o mesmo??? talvez sim...talvez não...
Mais um a seco e nem mais um toque na hora seguinte, como o mar já deixava pouca margem de manobra dei por encerrada a jornada e fui novamente beber um cafezito e um pastel de nata...
Mesmo que não apareçam os peixe eu não me perco...ahahahahah...




Abraço.